Burro Sem Rabo – A cidade será tocada from rcutz on Vimeo.

English Version

Esta performance foi comissionada pelo Arte.mov Festival Internacional de mídias móveis.

Carrro popular de carga (tração humana) 1m X 2.80m, dois subwoofers pequenos, duas bazucas médio-grave, oito cornetas médio-agudo, dez auto-falantes agudos, mesa de som oito canais, um sampler, um lap top, um efeito delay, tres chapas de acos 1m X 1m, 30 kg de sucata industrial, tres cabos e conduites ( 30m cada ).

Estar em movimento. Captar. Catar. Cada som, cada lugar. Todos os sons, todos os lugares. Transformar o som de lugar. Ser transformado pelo som de cada lugar. Ter e ser todos os sons. Todos os lugares. Ficar em silencio. A cidade e o espaco contemporaneo. O homem atual e a cidade. Contar a historia da cidade e reeiventa-la. O percurso sempre e a invencao da cidade. A precariedade dos meios e a cidade. Os ruidos, residos, sao a cidade. Catar, colher, criar e a cidade. Nos somos colhidos. Nos colhemos. Nos somos a cidade. Trazer e transformar. Trair e copiar. Misturar e inventar. Interferencia. Transito. Problema. Multiplo. Novas tecnologias em acao no espaco publico. Ser precario. Ser a cronica precaria do precario. Realizar um transito precario, de corpos precarios numa cidade precaria. A precariedade como poetica. Captar e tensionar. Transformar os campos. Todos estao juntos. Todos sao mixados. O burro sem rabo anda.

A performance/percusso atravessa um território selecionado da cidade, a ser divulgado oportunamente, construindo uma situação de tensão socio-economico tecnologica. Um carro, um carro popular de carga, preparado para captar, procesar e transmitir sons. Construir e investigar outras utlidades possiveis do transporte urbano. Reinventado a cidade a partir de seus sons processados e trasformados em musica – e vice versa – um novo espaco publico emerge. O trajeto como garimpo de experiencias sonoras que tem c omo desdobramento a publicisacao do espaco institucional de arte. Trazer para o espaco de arte a experiencia publica da cidade. Um anti-trio elétrico, uma obra de sound art que convida o público a experimentar o espaço urbano em duas etapas, durante o percursso-circuito, depois na galeria, no museu, ou centro cultural, a partir da materia bruta sonora captada pelo burro sem rabo em exposicao, disponibilizado para a interacao e interferencia.

Fotos

0 Responses to “”


  • No Comments

Leave a Reply